Os desafios do home office e homeschooling pelo olhar de uma mãe empreendedora

13/07/2020

Para todas as pessoas que têm filhos o momento é tenso, mas, para quem empreende esse desafio é maior ainda. É uma busca incessante em equilibrar a balança entre as atividades domésticas diárias, as tarefas escolares, as demandas das crianças, em manter-se ativo no mercado e gerando renda. Essa demanda tira o sono e desespera, pois para superar esse momento é preciso paciência e muita organização.

Em uma recente pesquisa que realizei com 80 famílias a maior necessidade apresentada por cerca de 70% dos entrevistados desejavam resolver essa equação: como equilibrar homeschooling com homeoffice.

As famílias tiveram que adaptar-se rapidamente ao ambiente virtual para trabalhar, estudar, reunir-se com familiares e amigos e até para consultas médicas.

Trabalhando com educação tive que me reinventar e aprender a trabalhar com novas tecnologias de forma atrativa e eficiente, ainda que on-line.

Percebi que a demanda aumentou e que eu deveria agir de uma forma diferente para atender esse público que está tão carente de informações, cheios de dúvidas, medos, inseguranças com o futuro financeiro e escolar dos filhos.

O caminho que segui e que oriento as famílias que me procuram é tentar simplificar a rotina. Aqui são os cinco passos que indico:

1) Reduzir as expectativas – principalmente no que se refere ao processo de estudo das crianças. No caso dos menores que precisam de supervisão, se não for possível acompanhar aquela aula, não acompanhe…assista depois. Converse com a escola e faça em outro momento as atividades. É mais importante que a criança entenda o conteúdo do que cumpra um roteiro.

 

2) Defina prioridades diárias! Coloque o que é MUITO importante e inadiável fazer naquele dia e vá colocando as demais atividades na sequência.

 

3) Tente organizar um momento para cuidar de seu negócio e outro para sua família. Estamos todos em uma situação desconfortável e de insegurança, mas isso não quer dizer que você não possa parar para almoçar com sua família, ficar sem ver mensagens ou atender celular. Procure ter um momento com sua família genuíno, saber como todos estão é importante.

 

4) Delegue tarefas! Todos podem fazer alguma coisa e ajudar de alguma forma.

 

5) Não se sobrecarregue tentando ser eficiente, geralmente não dá certo.

 

Todo esse momento que estamos vivendo é único, assim como nós. Então tente sair desse processo sem tanta culpa em sua lista.

Faça o melhor possível e tudo se resolverá!

*Leandra Matos é Mãe da mãe da Sofia, 13 anos, e da Alice, 7 anos. Pedagoga e Neuropsicopedagoga Clínica e Institucional. Empreendedora em LEMA Reforço Escolar Especializado. Mentora na Aliança Empreendedora.

Fonte: rme.net